terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Muito mais que um "sonho americano"

Hoje é uma data histórica. Por uma das coincidências da vida é feriado aqui no meu Rio de Janeiro e então posso conferir esse momento que o tempo vai se encarregar de registrar ou não como histórico.

Não quero falar sobre o estilo de governo, as capacidades intelectuais, a ideologia ou da raça de Barack Obama. Isso todos os jornais que abri hoje já falaram com a propriedade de quem mergulhou no assunto antes de redigir quaisquer linhas.

A mim, que sou apenas mais um entre as milhões de pessoas que escrevem sobre a posse do novo presidente americano, cabe tentar demonstrar a expectativa que esse momento gerou em todo o mundo.

Nunca o mundo se interessou tanto pela política americana. Isso acontece agora, exatamente por este momento ser ímpar na história mundial. Eles estão tirando do poder um governante que se aproveitou do terrrorismo para tomar todas as atitudes que achava coerentes sem perguntar a ninguém se poderia.

Bush foi capaz de conseguir a antipatia mundial. Até mesmo os países aliados tiveram receio de manter sua aliança tamanho é a rejeição mundial que essa figura possui. Também pudera! Tantas guerras, tanto massacre. O poder usado para o poder, gera desprezo. E com isso ele sai, pela porta da frente, mas se fosse por trás ninguém perceberia. Principalmente porque os americanos estão tirando um radical e colocando um projeto de mito. Não só eles, mas o mundo está desde as prévias respirando Barack Obama.

Ele concorreu com uma figura extremamente carismática. Hillary tinha o seu carisma e o governo do seu esposo, muito mais coeso e pacífico que o atual, como credencial. Ela é grande, mas Obama é um projeto de mito. Digo projeto porque nenhum mito sobrevive ao fracasso, e cabe a história contar no futuro se ele foi capaz.

Se eu fosse Obama estaria sem dormir desde a vitória nas eleições! Sua responsabilidade é tão grande, a esperança que surge ao olhar sua imagem é tamanha, que deve ou pelo menos deveria assustá-lo. Simplesmente não mais os EUA, porém o mundo todo o conclama! A sensação é que ele está se empossando presidente do mundo!

Parece exagero desse autor. Mas está longe de ser. Embora o império americano esteja sendo dito na mídia como decadente e menos influente (o que é uma verdade, mas a longuissimo prazo). Recentemente saiu uma reportagem que comprova isso. Embora ascendente, o império Chinês acumulou em 2008 um PIB de 3,7 trilhões, fechando com a 3ª maior economia mundial. No segundo lugar está a Alemanha com 3,3 trilhões. As duas economias juntas, não somam a metade do poder americano. O império dito como decadente produziu nada menos que 13,8 trilhões de dólares em riquesa. Ou seja, Obama realmente está assumindo um posto que lhe impõe (ou não) responsabilidades capazes de tirar o sono de qualquer um.

Todas as capas de jornais do mundo que consultei hoje (existe um site para isso!) tem uma foto do novo presidente americano.

Ele é muito mais que um "sonho americano". É o sonho de um mundo melhor. Seu cargo tem poder e influência sobre todas as nações. Suas decisões podem ajudar a termos um mundo melhor, ou pelo menos contribuir para que guerras terminem e que o meio ambiente seja mais respeitado (os EUA não assinaram o protocolo de Kyoto). Neste momento, civis (os que não compartilham ideologicamente das guerras) palestinos, israelenses, afegãos, iranianos, iraquianos, cansados de uma guerra que não é deles, esperam em Obama, a resposta para um mundo de diálogo e não de armas. Os africanos, até pela afro-descendência do presidente eleito, esperam ter ajuda para o seu desenvolvimento, para todas as doenças que perpetuam naqueles países e para as suas guerras civis.

Além desses povos que emergencialmente clamam por Obama, temos os brasileiros, argentinos, mexicanos, russos e tantos outros países em desenvolvimento que contam com os EUA para serem menos explorados, permitindo-lhes uma distribuição melhor do bolo capitalista.

Enfim, o sonho é muito mais americano. Afinal eles estão todos na rua, celebrando a posse do seu novo presidente. O primeiro negro que vai presidir um dos paises mais preconceituosos do mundo - Curiosamente ele foi eleito por negros e brancos. Apesar de lá haver bairros para cada tipo de cor - demonstrando o quanto todos anseiam por mudanças. O quanto todos esperam que Obama seja capaz de realizá-las, ou ao menos iniciá-las. Além dos EUA, o mundo todo espera o êxito desse novo governante americano.

Boa sorte Obama, O mundo conta com você!

12 comentários:

Thiago rainho disse...

Ótimo texto, muito bem escrito, como não faria diferente um jornalista.
A respeito do conteúdo, gostei do termo 'império americano', o imperialismo é com certeza um dos traços mais marcantes nos americanos, mas não sou tão otimista quanto você em relação a diálogos com o mundo islâmico tampouco acho que estejam cansados da guerra e ainda estou cético quanto ao favorecimento a África simplesmente pela ascendência do presidente, acredito que fará somente o que julgar melhor para os estados unidos.
Senti falta dos comentários sobre a crise financeira já que ela é um dos motivos para tanta expectativa em torno do novo presidente americano.
Divergimos em algumas opiniões, espero que tenha mais razão que eu já que suas perspectivas são mais otimistas, mas como você mesmo disse vamos aguardar para saber o que a história nos dirá.
Parabéns pelo texto. Ganhou um leitor e um fã. Continue atualizando o blog com seus textos inteligentes e de assuntos atuais que eu vou continuar comentando, sempre com uma critica só para implicar.

Vitor Augusto disse...

duvido que barack obama não tinha pensado o tempo todo até agora, só nos resta saber se este fato é veridico

Daia disse...

Adorei o post. Acho que hoje todos estão desejando sorte para Obama. E que ele tenha clareza pra quem sabe deixar de ser um projeto de mito não é mesmo?

Quando se trata de alguém que governa uma potência (que caminha para deixar de ser, mas ainda é e como dissestes, por um longo tempo) influenciadora e controladora de tantos destinos, só podemos esperar que essa pessoa seja no mínimo condizente com tal cargo; o que Bush certamente não foi.

abraços!

P. Florindo disse...

O mundo respira mais aliviado hoje. A vitória dele representa o fim de morte sem sentido, como você escreveu, do poder pelo poder. É claro que as coisas não vão melhorar instantaneamente, mas poderemos esperar um governos dos EUA menos autoritário. É o que todos esperam.

Nathy disse...

Obrigada pelo comentário que fez no meu blog e principalmente pela análise feita do meu blog na comunidade. Parabéns pelo blog.

Abraços!

Marcelo A. disse...

Cara, falar mais sobre o post é chover no molhado... Assim, como elogiar o teu blog e as coisas que você escreve. Parabéns! Seu blog é muiiiito bom... Com certeza, o Brasil vai ganhar um grande jornalista.
Depois dá uma passadinha no meu. Não é grande coisa, mas custa nada, né?

Sucesso!
www.marcelo-antunes.blogspot.com

Paloma Piragibe - PP; doisP; doisps disse...

Demais!!! Parabéns!
Contamos com Obama

www.doisps.blogspot.com


beijos

J. C. David disse...

Melhor do que seu antecessor com certeza Obama será (pior é impossível) legal o blog. E valeu pelo comentário no meu blog...e se você ler os outros post, como a notícia do futuro ou o horóscopo Lei de Murphy, vc notará que eu não sou meio doido...sou bastante...kkkk...

Um Abraço!!! ese possível passa dinovo no meu blog..

Julio disse...

Gostei do artigo!
E realmente não só a esperança de um sonho americano esta nas mãos dele e sim de vários paises dos quais dependem dos EUA.
Após essa tirania Bush o que restou ao Obama é uma economia em miséria e a tirania deixada atraves de guerras.Mas ele já chegou fazendo história e todos torcemos para a boa administração dele,na qual será ardua!
Abraços!

http://oitentando.blogspot.com/

Bia *~* Ballu disse...

E você nota que os discursos do tio Barack sempre são bem neutros... agora que ele vai tomar a presidência, vamos saber que lado ele vai pender...
(moooorrs BUSH!)


http://www.alacarte-domeujeito.blogspot.com/

Homenzinho de Barba Mal feita disse...

ao assumi a casa branca, também assumiu o pepino deixado pelo Bush.
O mundo espera a mudança, mas esquece que ele é presidente dos EUA, um país capitalista e vai lutar pelos yankes. Obama não nem um messias vindo dos céus para salvar a humanidade da bacarrota.

Henry Barros disse...

cara, só tou com esperançasd diante o Obama \o\