sábado, 13 de junho de 2009

Cruzando Outros Caminhos

Nem mesmo da polêmica devemos fugir. Nossas opiniões, são nossas opiniões, e ponto. Mesmo que muita gente discorde ou critique seu ponto de vista. Mas como tudo é um ponto, o do outro pode não estar na mesma reta que o seu, e por isso enxerga cada situação diferentemente de você.

Sua verdade vem de suas convicções, dos seus pensamentos e do que você construiu como indivíduo ao longo da vida. Mas, nenhuma verdade é absoluta. Em muitos momentos nós precisamos estar abertos a mudar nossa maneira de pensar e aprender a ver a vida de uma outra ótica.

A vida com toda sua grandiosidade está constantemente nos pregando peças. Se realmente quisermos tentar ser felizes precisamos por sob júdice os nossos valores ou consolidar nossas crenças. Estar apto a mudar ou a dizer "não obrigado" para o novo.

E é somente com o tempo que saberemos se a decisão e o caminho escolhido foram os melhores. Embora sempre se possa pegar o próximo retorno e recomeçar por uma nova trilha. Não que ela nos leve ao mesmo lugar que recusamos, mas podemos seguir um novo percurso.


O meu momento me diz que a minha crença deve ser consolidada, mas que é preciso aprender a conviver com o diferente. Todavia não busco a diferença, busco compreender que cada ser humano tem a sua individualidade e que essa singularidade pode ser complementar.

A existência é confusa, complexa, mas ela não pode nos impedir de viver.

12 comentários:

Débora Borsatti disse...

É realmente um grande desafio conviver e respeitar as diferenças e manter nossas convicções.
Isso exige uma grande flexibilidade.
Mas, faz parte da nossa evolução!
Gostei muito da leitura.
Uma braço

Clip Emoção disse...

Muito Show

mano maya kosha disse...

Se em nada pudéssemos diferenciar, não haveria muito se relacionar, e se desconsiderarmos toda e qualquer possibilidade de mudar, por que então queremos continuar ...

Astréia disse...

Leitura agradável do seu texto. Gostei muito, me prendeu até o fim e fiquei com um gostinho de quero mais. Muito bom mesmo. " A singularidade pode ser complementar".

Abraço!

Anônimo disse...

Vc tem toda razão! Esse texto é perfeito!
Faça sua escolha... siga seu caminho... tenha o desejo de ser feliz sempre! Se vc cair, levante e siga em frente... há sempre um retorno por perto!

Genilson disse...

Concordo com você cara. Muito bom seu texto. Parabéns mesmo. A verdade é que temos que escolher nossos caminhos sem medo. Por hora é só. Parabéns...

Marton Olympio disse...

Uma coisa aprendi nos meus 40 anos: a verdade é tão relativa quanto suas convicções.
Tudo é questão de tempo, oportunidade e ponto de vista.
O que é hoje azul, amanhã pode ser um lindo verde.
Vc só não deve ser tolo de não aceitar suas prórpias mudanças.
Ponto!

:)

http://martonolympio.blogspot.com/
Já leu ontem? Leia os mais de 30 posts :)

liizandra disse...

texto bom demais..
concordo pelnamente contigo..
é difícil conviver com as diferenças, mas apesar de tudo.. a gente tem que procurar ser feliiz ^^

beijos! (:

Guiovan Coimbra de Oliveira disse...

Eu sou aberto a novos caminhos e situações opniões.e realmente acredito que a pessoa é fruto daquilo que viveu. de opniões formadas de acordo com situações diversas que cada um viveu...

Jaime Guimarães (Groo Veiga) disse...

Olá!

Já gostei logo do começo: não devemos fugir das polêmicas. Também acho. Mudamos opiniões aqui e ali, mas sempre devemos discutir, pensar, ler, enfim, não podemos ficar impassíveis diante de assuntos ditos polêmicos,não.

Até porque os caminhos mudam de uma hora para outra, mas é preciso "mudar de faixa" nesta rodovia com margem se segurança.

abs!

Adriana Calábria disse...

Adorei o texto!

Ainda bem que sempre podemos começar de novo.

Lá no blog também tenho um texto falando sobre conviver com as diferenças. Temos opniões muito parecidas a esse respeito.

Gostei muito do teu blog, muito mesmo.

Bjsss

Felipe disse...

Não é uma tarefa fácil conviver com a diferença dos outros sem perder a sua própria diferença, porque, querendo ou não, cada ser humano é único mas infelizmente se deixa levar por outro individuo...

http://cerebro-musical.blogspot.com